WEB - MIX SV

EM DESTAQUE - CDS QUE NÃO PODE FALTAR EM SEU PEN DRIVE

Decapitadas, baleadas e queimadas: Veja quando uma histórias de amor termina em tragédias horrorosas; Mulheres são as maiores vítimas

A dançarina Ana Carolina Vieira, de 30 anos, foi encontrada morta no
apartamento em que morava na zona sul da capital paulista, na quarta-feira (4).
O ex-namorado dela, o empresário Anderson Rodrigues Leitão, de 27, foi preso e
confessou ter cometido o crime por ciúmes. A morte da jovem é um caso de
violência doméstica. A Pesquisa Nacional de Saúde do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia
e Estatística) aponta que o total de vítimas deste tipo de violência chega a 2,4
milhões no País. Confira a seguir alguns casos de agressões contra mulheres que
tiveram repercussão
A dançarina Ana Carolina Vieira, de 30 anos, foi encontrada morta no apartamento em que morava na zona sul da capital paulista, na quarta-feira (4). O ex-namorado dela, o empresário Anderson Rodrigues Leitão, de 27, foi preso e confessou ter cometido o crime por ciúmes. A morte da jovem é um caso de violência doméstica. A Pesquisa Nacional de Saúde do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) aponta que o total de vítimas deste tipo de violência chega a 2,4 milhões no País. 

Confira a seguir alguns casos de agressões contra mulheres que tiveram repercussão:
Um mês antes de ser assassinada, a dançarina Ana Carolina Vieira
relatou ameaças feitas pelo ex-namorado, Anderson Rodrigues Leitão. Leitão foi
preso e confessou, em entrevista à TV Record, ter matado a jovem por ciúmes. De
acordo com a Polícia Civil, Leitão manteve o corpo da ex por dois dias no
apartamento após estrangulá-la
Foto: Reprodução/ Facebook
Um mês antes de ser assassinada, a dançarina Ana Carolina Vieira relatou ameaças feitas pelo ex-namorado, Anderson Rodrigues Leitão. Leitão foi preso e confessou, em entrevista à TV Record, ter matado a jovem por ciúmes. De acordo com a Polícia Civil, Leitão manteve o corpo da ex por dois dias no apartamento após estrangulá-la.
O médico Raphael Marques, namorado da campeã fitness Renata Muggiati,
foi preso em setembro de 2015, após um laudo apontar que a atleta morreu
asfixiada. Segundo a polícia, depois do assassinato, o suspeito teria a jogado
da janela do 31º andar do prédio em que moravam em Curitiba (PR)
O médico Raphael Marques, namorado da campeã fitness Renata Muggiati, foi preso em setembro de 2015, após um laudo apontar que a atleta morreu asfixiada. Segundo a polícia, depois do assassinato, o suspeito teria a jogado da janela do 31º andar do prédio em que moravam em Curitiba (PR). 
A advogada Mércia Nakashima foi morta pelo ex-namorado Mizael Bispo de
Sousa. A jovem desapareceu em 23 de maio de 2010 depois de ter saído da casa de
familiares, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Seu corpo foi encontrado numa
represa em Nazaré Paulista no dia 11 de junho, um dia depois de seu carro ter
sido localizado submerso ali pelos bombeiros. Três anos depois do crime, Mizael
foi condenado a 20 anos pelo assassinato. O vigia Evandro Bezerra, apontado
como cúmplice do ex-policial militar, foi condenado a 18 anos e oito meses de
prisão
Foto: Reprodução/ Rede Record 
A advogada Mércia Nakashima foi morta pelo ex-namorado Mizael Bispo de Sousa. A jovem desapareceu em 23 de maio de 2010 depois de ter saído da casa de familiares, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Seu corpo foi encontrado numa represa em Nazaré Paulista no dia 11 de junho, um dia depois de seu carro ter sido localizado submerso ali pelos bombeiros. Três anos depois do crime, Mizael foi condenado a 20 anos pelo assassinato. O vigia Evandro Bezerra, apontado como cúmplice do ex-policial militar, foi condenado a 18 anos e oito meses de prisão.
Barbara Penna passou pela 224ª cirurgia depois que teve parte do
corpo queimado após o ex-marido colocar fogo no apartamento da família em Porto
Alegre (RS), em 2013. A jovem era casada com João Guatimozin Moojen Neto. Os
dois filhos do casal, um bebê de três meses e uma menina de dois anos,
morreram. Um vizinho, de 76 anos, que tentou ajudar no resgate, também acabou
morrendo. Barbara teve 40% do corpo queimado, ferindo gravemente a cabeça
Foto: Montagem/ R7/ Reprodução/ Rede Record 
Barbara Penna passou pela 224ª cirurgia depois que teve parte do corpo queimado após o ex-marido colocar fogo no apartamento da família em Porto Alegre (RS), em 2013. A jovem era casada com João Guatimozin Moojen Neto. Os dois filhos do casal, um bebê de três meses e uma menina de dois anos, morreram. Um vizinho, de 76 anos, que tentou ajudar no resgate, também acabou morrendo. Barbara teve 40% do corpo queimado, ferindo gravemente a cabeça.
A balconista Patrícia Pereira da Silva, de 20 anos, foi decapitada pelo namorado, Renato Guilherme da Silva, de 24, em Angelim (PE), em
março deste ano. Ele confessou o crime por ciúmes e alegou que, durante uma
festa, a vítima admitiu a vontade de traí-lo. Quando chegaram em casa, Silva
viu mensagens comprometedoras no celular de Patrícia e a matou
Foto: Montagem/ R7/ Reprodução/ Rede Record 
A balconista Patrícia Pereira da Silva, de 20 anos, foi decapitada pelo namorado, Renato Guilherme da Silva, de 24, em Angelim (PE), em março deste ano. Ele confessou o crime por ciúmes e alegou que, durante uma festa, a vítima admitiu a vontade de traí-lo. Quando chegaram em casa, Silva viu mensagens comprometedoras no celular de Patrícia e a matou.  
Uma adolescente de 16 anos, que estava grávida, foi encontrada sem a
cabeça no dia 28 de março de 2015, no Jardim Selma, zona sul de São Paulo. O
suspeito de ter assassinado e decapitado a jovem é o namorado dela, de 23 anos.
O suspeito compareceu à delegacia com a cabeça da vítima dentro de uma sacola
plástica e confessou o crime
Foto: Montagem/ R7/ Reprodução/ Facebook/ Rede Record 
Uma adolescente de 16 anos, que estava grávida, foi encontrada sem a cabeça no dia 28 de março de 2015, no Jardim Selma, zona sul de São Paulo. O suspeito de ter assassinado e decapitado a jovem é o namorado dela, de 23 anos. O suspeito compareceu à delegacia com a cabeça da vítima dentro de uma sacola plástica e confessou o crime. 
Em agosto deste ano, uma empresária de 27 anos caiu do segundo andar do
prédio onde mora após ser agredida pelo marido em Goiânia (GO). A jovem começou
a apanhar do companheiro em 2010 e denunciou ter sido estuprada pelo homem no
ano passado. De acordo com a polícia, a relação entre Halyne Elias Netto e
Joãozinho Pereira Mendanha sempre foi tumultuada. Durante uma briga, a mulher viu
o marido pegar uma faca e correu para a sacada para tentar se salvar. Então, o
homem teria empurrado a jovem para baixo
Foto: Montagem/ R7/ Reprodução/ Facebook/ Rede Record 
Em agosto deste ano, uma empresária de 27 anos caiu do segundo andar do prédio onde mora após ser agredida pelo marido em Goiânia (GO). A jovem começou a apanhar do companheiro em 2010 e denunciou ter sido estuprada pelo homem no ano passado. De acordo com a polícia, a relação entre Halyne Elias Netto e Joãozinho Pereira Mendanha sempre foi tumultuada. Durante uma briga, a mulher viu o marido pegar uma faca e correu para a sacada para tentar se salvar. Então, o homem teria empurrado a jovem para baixo
Uma jovem de 20 anos passou cinco meses internada e por diversas
cirurgias após ter as nádegas dilaceradas em Anápolis (GO). Ela chegou a dizer
aos médicos que foi atropelada, mas a família negou a versão e disse que a
agressão foi cometida pelo namorado. O caso foi descoberto em março deste ano
 Foto: Reprodução/ Rede Record
Uma jovem de 20 anos passou cinco meses internada e por diversas cirurgias após ter as nádegas dilaceradas em Anápolis (GO). Ela chegou a dizer aos médicos que foi atropelada, mas a família negou a versão e disse que a agressão foi cometida pelo namorado. O caso foi descoberto em março deste ano.
A comissária de bordo Michelli Nogueira Arrabal foi encontrada morta
dentro de uma mala na rodovia Dom Pedro I, km 50, sentido Igaratá, em Nazaré
Paulista, a 53 km da capital, em 9 de março de 2015. O suspeito de ter
assassinado a vítima é tio dos atores Kayky e Sthefany Brito. A relação entre a
família já foi muito conturbada. Julio Arrabal foi encontrado morto dentro da
casa onde vivia com a mulher
Foto: Reprodução/ Rede Record 
A comissária de bordo Michelli Nogueira Arrabal foi encontrada morta dentro de uma mala na rodovia Dom Pedro I, km 50, sentido Igaratá, em Nazaré Paulista, a 53 km da capital, em 9 de março de 2015. O suspeito de ter assassinado a vítima é tio dos atores Kayky e Sthefany Brito. A relação entre a família já foi muito conturbada. Julio Arrabal foi encontrado morto dentro da casa onde vivia com a mulher.
Reprodução/ Facebook 
Antonio Moacir dos Santos, de 35 anos, é suspeito de matar a mulher e o melhor amigo após flagrar o casal dentro de um quarto de motel na cidade de Candelária (RS). O homem seguiu Tatiane de Oliveira Cortes, de 29 anos, e Juliano Rodrigues Tavares, de 26, até o estabelecimento e os executou em outubro deste ano. 
Gisele Santos de Oliveira, de 22 anos, teve as mãos decepadas, parte de
um dos pés cortada e vários ferimentos no corpo ao ser agredida pelo marido com
um facão. A brutalidade aconteceu na casa onde eles moravam havia menos de dois
meses, em São Leopoldo (RS). O suspeito teria cometido o crime no dia 2 de
agosto após Gisele decidir que queria terminar o relacionamento
Foto: Reprodução/ Facebook 
Gisele Santos de Oliveira, de 22 anos, teve as mãos decepadas, parte de um dos pés cortada e vários ferimentos no corpo ao ser agredida pelo marido com um facão. A brutalidade aconteceu na casa onde eles moravam havia menos de dois meses, em São Leopoldo (RS). O suspeito teria cometido o crime no dia 2 de agosto após Gisele decidir que queria terminar o relacionamento. 
Um rapaz de 28 anos é suspeito de matar a namorada, de 17, enquanto ela
dormia no Campo Limpo, zona sul da capital paulista. Giovana Marangão Vieira e
André Soares Silva moravam em Minas Gerais e estavam em São Paulo a passeio. A
motivação do assassinato seria uma suposta traição em agosto de 2015
Foto: Reprodução/ Instagram 
Um rapaz de 28 anos é suspeito de matar a namorada, de 17, enquanto ela dormia no Campo Limpo, zona sul da capital paulista. Giovana Marangão Vieira e André Soares Silva moravam em Minas Gerais e estavam em São Paulo a passeio. A motivação do assassinato seria uma suposta traição em agosto de 2015.
Gustavo Afonso, de 26 anos, foi preso em flagrante após manter a
ex-namorada em cárcere privado durante três dias, em Franco da Rocha, na Grande
São Paulo. Ele chegou a estuprar a jovem, além de raspar seu cabelo, na frente
do filho do casal. O crime aconteceu em junho de 2014
Foto: Montagem/ R7/ Reprodução/ Rede Record 
Gustavo Afonso, de 26 anos, foi preso em flagrante após manter a ex-namorada em cárcere privado durante três dias, em Franco da Rocha, na Grande São Paulo. Ele chegou a estuprar a jovem, além de raspar seu cabelo, na frente do filho do casal. O crime aconteceu em junho de 2014.
A Polícia Civil de Natal (RN) concluiu que a fisiculturista Fabiana
Caggiano Paes, de 36 anos, foi estrangulada até a morte pelo marido, Alexandre
Paes, em 2012. Fabiana e o marido estavam hospedados em um hotel quando ela
morreu. Ele havia informado que encontrou Fabiana desmaiada no banheiro e que
ela passou mal enquanto tomava banho, mas testemunhas disseram que o cômodo eestava seco
 Foto: Reprodução/ Rede Record
A Polícia Civil de Natal (RN) concluiu que a fisiculturista Fabiana Caggiano Paes, de 36 anos, foi estrangulada até a morte pelo marido, Alexandre Paes, em 2012. Fabiana e o marido estavam hospedados em um hotel quando ela morreu. Ele havia informado que encontrou Fabiana desmaiada no banheiro e que ela passou mal enquanto tomava banho, mas testemunhas disseram que o cômodo eestava seco.
O policial militar Itamar Rocha Lourenço Junior, de 24 anos, foi preso
após assassinar Ana Clara Félix Cabral, de 19, com dois tiros na cidade de
Serra (ES). Segundo a polícia, o motivo seria ciúmes. O casal namorou por um
ano e quatro meses, mas o relacionamento era conturbado. O crime aconteceu em
fevereiro de 2015Experimente: todos os programas da Record na íntegra no R7 Play
Foto: Reprodução/ Rede Record
O policial militar Itamar Rocha Lourenço Junior, de 24 anos, foi preso após assassinar Ana Clara Félix Cabral, de 19, com dois tiros na cidade de Serra (ES). Segundo a polícia, o motivo seria ciúmes. O casal namorou por um ano e quatro meses, mas o relacionamento era conturbado. O crime aconteceu em fevereiro de 2015.

Do R7
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário