EM DESTAQUE NO BLOG

Em alusão a cerveja, Leo Pinheiro diz que Lula era ‘o número 1’


Durante o depoimento desta quinta-feira, Leo Pinheiro explicou ao juiz Sérgio Moro porque chamava o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de “Brahma” nas trocas de mensagem de texto com seus subordinados. De acordo com o ex-presidente da OAS, o apelido é uma alusão ao slogan utilizado pela marca de cerveja desde os anos 1990 em suas propagandas.

— Essa expressão (“Brahma”) se referia ao ex-presidente Lula por causa de uma propaganda que dizia que a Brahma era a número 1 — disse Leo Pinheiro.
Na sequência, Moro pergunta porque ele não se referia ao petista pelo seu nome. Leo Pinheiro responde que usar apelidos era uma prática para “não expor as figuras públicas”. As informações são de O Globo.

O juiz também quis saber a quem Leo Pinheiro se referia quando usava os apelidos “madame” e “dama”. Ele respondeu que era uma forma de falar da ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva. Em troca de mensagens com executivos da OAS, Leo Pinheiro diz que aguarda a avaliação de “dama” sobre reformas feitas nas cozinhas do sítio de Atibaia e do tríplex do Guarujá.

No depoimento desta quinta-feira, Leo Pinheiro afirmou que Lula pediu para ele destruir documentos “da propina da caixa do PT” e disse que o tríplex do Guarujá pertence ao ex-presidente, que nega a propriedade desse imóvel.

O Instituto Lula informou que “a afirmação do empresário é desprovida de provas e faz ilações sobre supostos acontecimentos de três anos atrás que jamais ocorreram. Ela foi feita por alguém que busca benefícios penais.”
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário