Procon quer responsabilizar escolas particulares que aderirem à Greve Geral

procon
As escolas particulares que anunciaram a paralisação das suas atividades nesta sexta-feira (27) em apoio aos seus funcionários que aderiram á Greve Geral contra as reformas da Previdência e Trabalhista poderão ser responsabilizadas pelo Procon Estadual. A informação foi postada pelo Coordenador Geral do órgão, Cyrus Benavides, em seu perl particular na rede social twiter.

De acordo com a postagem, o Procon vai abrir procedimento contra as escolas que não vão funcionar amanhã. “Vamos abrir procedimento para que haja devolução proporcional, uma vez que os pais pagam muito caro pelas mensalidades”, escreveu o coordenador. As escolas, sejam públicas ou particulares, têm a obrigação de cumprir os 200 dias letivos. No caso das particulares o agravante está no fato de serem pagas por esses 200 dias e, por se tratar de relação de consumidor, o Procon pode tomar a iniciativa.
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário