EM DESTAQUE

Tailândia quer processar Facebook por vídeo viral de rei com a barriga de fora

Autoridades tailandesas prometem buscar ações legais contra Zuckerberg caso o vídeo não seja retirado da rede social até a manhã dessa terça-feira.
 
iG - As autoridades tailandesas estão ameaçando processar o Facebook depois que um vídeo do rei Maha Vajiralongkorn viralizou na rede social. Nas imagens, o monarca da Tailândia aparece vestindo um cropped – uma camiseta curta – que deixa suas tatuagens à mostra, enquanto passeava com uma mulher no shopping. Caso o vídeo não seja retirado do Facebook até a manhã de terça-feira (16), as autoridades entrarão com uma ação contra a rede social. Na Tailândia, violar a dignidade de um soberano é crime e pode ser punido com até 15 anos de prisão.

O vídeo foi bloqueado geograficamente pelo site, mas autoridades tailandesas afirmam que 131 páginas que contém o conteúdo considerado ilícito continuam disponíveis. “Se uma única página ilícita permanecer, nós vamos discutir imediatamente quais ações legais tomar contra o Facebook Tailândia”, afirmou o secretário geral de telecomunicações, Takorn Tantasith. Na semana passada, a Associação Tailandesa de Provedores de Internet entrou em contato direto com Mark Zuckerberg por e-mail para pedir que as publicações fossem bloqueadas, conforme foi reportado pelo site  Bangkok Post.

Autoritarismo

De acordo com o site oficial do Movimento Mundial para Direitos Humanos, desde o golpe militar que aconteceu no país em maio de 2014, 105 pessoas foram presas por crimes de lesa-majestade e enfrentam penas de três a 15 anos. “Em menos de três anos, a junta militar gerou um surto no número de presos políticos detidos por lesa-majestade, abusando de uma lei draconiana que é inconsistente com as obrigações internacionais da Tailândia”, disse o presidente President Dimitris Christopoulos.
Na Tailândia, violar a dignidade de um soberano é crime e pode ser punido com até 15 anos de prisão. - Divulgação/Reprodução

O monarca Maha Vajiralongkorn é o único filho do rei Bhumibol Adulyadej, que faleceu em 2016, aos 88 anos . Ele herdou o trono de uma das monarquias mais ricas do mundo em um momento de incertezas políticas no país.

Exílio

Segundo um advogado de direitos humanos, na última semana, cinco homens foram acusados de violar a lei de difamação da realeza por compartilharem publicações do Facebook de um acadêmico dissidente exilado do país.
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva Divulgação

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário