Para defesa de Temer, PGR pode liberar novas gravações da JBS nos próximos dias

Foto: Lula Marques / AGPT
 
Às vésperas do retorno do julgamento da chapa Dilma-Temer, a equipe de defesa do presidente da República admite a preocupação de que novos fatos relacionados à delação da JBS sejam divulgados. Para o advogado Gustavo Guedes, a Procuradoria-Geral da República (PGR) pode ter gravações guardadas para serem liberadas nos próximos dias. "Há um receio de que haja uma denúncia enviada sem as respostas, antes do fim da perícia, e que esteja sendo feito um armazenamento tático dessas gravações. É algo que nos preocupa", afirmou o advogado ao jornal O Globo. "Espero muito que o Ministério Público não tenha um comportamento político e não interfira no julgamento do TSE.
 
Qualquer interferência indevida não é correta, ainda mais se feita pelo Ministério Público, que é o fiscal da lei", acrescentou Guedes. Segundo informações do jornal, o Planalto quer se antever para constranger eventuais movimentos do procurador-geral neste período. A expectativa é de que Rodrigo Janot apresente a denúncia contra Temer até a sexta-feira da próxima semana (16). Embora o Ministério Público tenha o prazo máximo de 15 dias para concluir o inquérito e apresentar a denúncia, ela pode ser antecipada, de modo que interfira na decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em decorrência disso, o presidente se reuniu com aliados neste domingo (4) para discutir o quadro político. "Há a impressão de que há uma tentativa da Procuradoria-Geral da República de criar um ambiente desfavorável à votação no TSE", comentou um ministro do governo, que participou do encontro no Palácio de Jaburu.
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário