EM DESTAQUE NO BLOG

Ceres estuda formas de reúso do esgoto doméstico no Seridó


F
A reutilização do esgoto doméstico tratado no semiárido brasileiro para minimizar os efeitos da seca é tema de um projeto de extensão do Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). A recente sequência de anos secos no semiárido brasileiro aumentou a preocupação sobre a gestão sustentável da água na região. 

Além da captação eficiente e da utilização econômica da água, o reuso de esgoto doméstico tratado é considerado uma das saídas para o combate à seca.

A professora do departamento de Geografia do Ceres e coordenadora da iniciativa, Rebecca Luna Lucena, explica que o tratamento eficaz do esgoto doméstico garante a remoção de 95% de toda a poluição. Por meio de um manejo adequado, essa água que hoje é desperdiçada pode ser utilizada na agricultura. “A água de esgoto é rica em nutrientes, porque o material proveniente dos dejetos humanos tem origem em nossos alimentos”, enfatiza a coordenadora, que estuda climatologia e hidrografia há 17 anos.

Atualmente, no entanto, muita água se perde durante o processo de tratamento de esgoto. “Normalmente, as estações despejam suas águas já tratadas nos corpos hídricos, como em rios. Outra parte se perde por evaporação”, relata Rebecca Lucena.
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário