EM DESTAQUE

MP alerta suspeitos de corrupção em secretaria de Natal e pede a ‘laranjas’ que se apresentem

Iluminação natalina da capital potiguar também teria sido superfaturada, segundo as investigações  (Foto: Canindé Soares)Foto: Canindé Soares
 
G1RN - Órgão diz que pessoas forneceram contas bancárias para a movimentação de propinas. Operação Cidade Luz apura desvios de mais de R$ 22 milhões da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur). 

O Ministério Público do Rio Grande do Norte, que no início da semana deflagrou a operação Cidade Luz – que apura desvios de mais de R$ 22 milhões da Secretaria de Serviços Urbanos de Natal (Semsur), está orientando as pessoas que tenham sido envolvidas no esquema como ‘laranjas’ que se apresentem espontaneamente ao órgão e prestem esclarecimentos.

Segundo as investigações, há indícios de que pessoas forneceram suas contas bancárias para empresas ou envolvidos fazerem a movimentação de propinas. Além do desvio de recursos, a operação também investiga a negociação de contratos escusos para a prestação de serviços de manutenção de iluminação pública na capital potiguar. Ainda de acordo com o MP, os ‘laranjas’ foram usados para lavar dinheiro do esquema.

“Quem desejar se antecipar e mostrar que agiu de boa fé, e que teve uma conta ou algum pagamento de boleto usado sem saber a real dimensão das irregularidades, que se apresente. Vamos aprofundar toda essa situação de lavagem”, adverte o promotor de Justiça Giovanni Rosado, que tem atribuições na Defesa do Patrimônio Público. 

Giovanni Rosado informou que até a semana que vem o MP já deverá apresentar as primeiras denúncias decorrentes da operação Cidade Luz e que “a investigação prosseguirá para desvendar toda amplitude da associação criminosa que fazia uso de empresas relacionadas entre si, que monopolizavam os serviços de iluminação pública em Natal pelo menos desde o ano de 2013, mediante controle de mercado, corrupção de agentes públicos, peculato, lavagem de capitais, fraude nas licitações e contratações diretas”. 

Presidente afastado
 
A operação Cidade Luz resultou na prisão de 14 pessoas, entre empresários e ex-gestores públicos, e no afastamento do presidente da Câmara Municipal de Natal, ex-secretário da Semsur, Raniere Barbosa. Um mandado de prisão temporária ainda não havia sido cumprido até o final da tarde desta terça-feira. 

Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram expedidos pelo juiz da 7ª vara Criminal de Natal e foram cumpridos com apoio da Polícia Militar nas cidades de Natal e Parnamirim, no Rio Grande do Norte, e também em Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes e ainda em Fernando de Noronha, em Pernambuco. Os gabinetes de Raniere Barbosa e da Presidência da Câmara Municipal de Natal também foram alvos dos mandados.
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário