Câmara pode votar hoje mudanças no sistema eleitoral

A Câmara dos Deputados retoma hoje o debate sobre a reforma política, que na verdade é só um jeitinho no sistema eleitoral. A pauta única da sessão do plenário trata de como será a escolha de deputados estaduais, distritais e federais e da criação de um fundo público para financiar as próximas campanhas eleitorais. O texto, como está, vai instituir no país o modo majoritário de votação para os cargos de deputados nas eleições já de de 2018. 
 
É o que ficou conhecido como distritão: quem tem mais voto, leva. Mas houve gritaria e nos últimos dias foi discutido uma engenhoca chamada ‘distritão misto’, uma combinação de voto majoritário no candidato e voto em legenda, ou seja, os eleitores poderiam votar em candidatos ou no partido nas eleições para deputado estadual e federal. 
 
Outro ponto importante da proposta é a criação de um fundo, que começou com o percentual de 0,5% da receita líquida do Orçamento, o que corresponderia hoje a R$ 3,6 bilhões, mas que parece que será modificado para R$ 2 bilhões, tanto um quanto outro valor não tem explicação clara de como foi escolhido. Mais destaques do projeto: cargos de ministro do Poder Judiciário não sejam vitalícios, instituindo o mandato de dez anos para os juízes das cortes e mesmo candidato concorrendo a cargos diferentes.
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário