Flórida executa pela primeira vez um condenado branco que matou um negro

Foto não datada de Mark Asay, executado na Flórida na quinta (24) (Foto: Florida Department of Corrections via AP)
Foto não datada de Mark Asay, executado na Flórida.

Flórida executou, nesta quinta-feira (24), o seu primeiro preso em quase dois anos usando uma injeção letal com uma droga que nunca foi empregada nos Estados Unidos. A execução de Mark Asay aconteceu às 18 horas (19 horas em Brasília).O detento de 53 anos foi sentenciado à morte em 1988 pelo duplo assassinato com motivação racial de um negro, Robert Lee Bookeer, e de um hispânico, Robert McDowell, em Jacksonville, Louisiana.
 
No início deste mês, o Supremo Tribunal da Flórida negou a suspensão da execução de Asay. O homem questionou o uso pelo estado da droga etomidato, sedativo nunca antes usado em uma execução nos Estados Unidos. Ele irá substituir outra droga polêmica, o midazolam, que foi tema de uma importante disputa legal. Em sua discordância com a Justiça, a juíza Barbara Pariente disse que o estado tratou Asay "como uma cobaia de seu mais novo protocolo de injeção letal". Asay seria o primeiro homem executado por matar um negro na Flórida desde que a pena de morte foi restabelecida na Flórida em 1976, segundo o Centro de Informações sobre Pena de Morte.
 
Asay atirou em Booker, um afro-americano, após fazer comentários racistas, segundo os promotores. Ele matou a outra vítima, McDowell, que aparentemente estava vestido como uma mulher, depois de fazer um acordo para remunerá-lo em troca de sexo.
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário