WEB - MIX SV

EM DESTAQUE - CDS QUE NÃO PODE FALTAR EM SEU PEN DRIVE

Mãe descobre que filha não morreu em acidente após reconhecer corpo errado

Rita de Cássia Lima está internada em estado grave em hospital de João Pessoa (PB) - Reprodução/Facebook
 
Uma mãe se confundiu ao reconhecer o corpo da filha após atropelamento de três mulheres na Paraíba, na última quarta-feira (16). De acordo com a Polícia Civil, a confusão deu-se pelos ferimentos nos rostos das vítimas após o acidente de carro. Por volta das 16h50, um Fiat Palio que trafegava na BR 101 invadiu o acostamento e atropelou três mulheres que faziam uma caminhada no km 37, próxima à entrada da cidade de Mamanguape. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o condutor perdeu o controle do automóvel. A jovem Rita de Cássia Lima foi a única sobrevivente.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi chamado, mas duas delas morreram no momento do acidente. A terceira vítima foi encaminhada para o Hospital de Emergência de João Pessoa, a cerca de 60 km do local.
 
A dona de casa Sandra Regina de Cássia foi chamada à Delegacia de Mamanguape para reconhecer o corpo da filha, Rita de Cássia Lima, 23. Ao ver as fotos do acidente, a senhora reconheceu o corpo da familiar como uma das vítimas fatais. No dia seguinte, última quinta-feira (17), Sandra foi para João Pessoa para dar prosseguimento ao sepultamento. Ao chegar à Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol), ela teve uma surpresa: o corpo identificado não pertencia à filha, mas a Edvânia Neves, 40, que também fazia a caminhada. O outro corpo era de Maria Priscila de Araújo, 25.

"Devido ao estado de ferimentos no rosto e no corpo, a própria mãe não conseguiu reconhecer a filha", explica o delegado Jaime José, da delegacia de Mamanguape, em entrevista ao UOL. Sandra descobriu que a filha, na verdade, está no Hospital de Emergência e Traumas da capital. De acordo com a instituição, Rita passou por procedimentos de emergência e segue internada em estado grave.
 
O delegado de Mamanguape conta que o condutor, de nome não divulgado, prestou depoimento e foi liberado por ter se apresentado espontaneamente. Como não apresentava sinais de embriaguez, foi autuado por homicídio culposo - sem intenção de matar.
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário