EM DESTAQUE

Presidente do Conselho Municipal de Saúde de Florânia, é assediado e coagido, e renuncia o Cargo

Carta de Renúncia:

“Prezados Companheiros do Conselho Nacional de Saúde, Caríssimos Companheiros do Conselho Estadual de Saúde, Amigos e Colegas Conselheiros de Saúde de Florânia, Colegas Servidores Municipal de Saúde, População em geral. Estou Presidente deste CMS, há (02) dois anos, período onde em conjunto com o colegiado, nos capacitamos, fiscalizamos, promovemos políticas de saúde, garantimos as resolubilidades do SUS, apoiamos a Gestão Municipal em suas demandas, orientando, recomendado, apreciando, votando e aprovando as pertinências da Saúde, em todos os âmbitos.
  Para não ser enfadonho, não vou me ater a relatar as conquistas que obtivemos durante esse tempo, as quais foram inúmeras, mas tenho como testemunha a população, a própria Gestão e vocês colegas Conselheiros.
  É muito bom poder desenvolver um trabalho que ajude o crescimento da Saúde de nosso Município, trabalhar de forma harmoniosa, onde os envolvidos se respeitem e tenham o dom do ouvir, tendo como mira à coletividade e o desejo de partilhar, de interagir, de aprender e desenvolver.
  Esses sentimentos de bonança, de satisfação, de harmonia e os que, supra citei, e que hora sentira, foram todos sucumbidos com a chegada desta nova Gestão da Secretaria Municipal de Saúde, e transformados em medo, angústia, assédio, insônia, pesadelos, pavor, tristeza, repúdio e temeridade.
  Alguns de vocês, podem não saber o que se passa nos bastidores, mas nos últimos dias, com a tentativa de barrar minha atuação neste CMS, fui assediado, desrespeitado e ferido profundamente no meu Eu; mas isso supero, não será qualquer pessoa dotada de inépcia, que me fará parar. Diferentemente penso longe, meus olhos ainda não alcançaram a linha do horizonte que eu tanto desejo ver, e ainda não peguei o pote que se encontra no final do arco-íris…. mas pegarei.
  Para coroar as atrocidades que passei, e evidenciar ainda mais o seu despreparo total, coisa que é notória; recebi das mãos da Secretária de Saúde e na presença de (07) sete pessoas, um Ofício sem numero, que impunha meu afastamento deste Conselho, sem argumentações legais, ainda sob pena de responder até criminalmente; “que insensato”; não conseguiu, pois era arbitrário.
  Considerando tudo isso, neste momento, renuncio ao cargo de Presidente deste CMS, bem como meu assento neste colegiado. Peço desculpas aos meus colegas, não quero que pensem que estou saindo por covardia ou medo, saio sim; para assegurar meu bem estar mental e garantir meu equilíbrio emocional, minha compostura e minha ética que tanto prezo ao longo da minha vida. A vocês muito obrigado, contem sempre comigo.
  Sei, e sou convicto que abro precedentes para as línguas falarem e tentarem distorcer os acontecimentos dos fatos; mas, categoricamente essa é a verdade. Deixo todo acervo documental, a senha do SIOPS, aos cuidados da Secretária Executiva deste Conselho. Deixo todas as demandas organizadas, e as que não; com as devidas orientações e procederes focados e centrados para as devidas resoluções e providência. Cobrem!
  Estou apenas saindo do palco, espero que os novos artistas não desmontem o espetáculo. Mas saio do palco, não para a plateia, já mais, pois estarei na coxia. E afirmo que mesmo não estando membro do CMS, estarei em outras esferas, sempre lutando pela transparência, pelos direitos e deveres e o controle social, repudiando e coibindo tudo que for contrário à transparência e a falta de nexo. Até breve, estarei em capacitação permanente!”
 
Irafran Nobre
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário