EM DESTAQUE

Ex-governador Anthony Garotinho é preso enquanto apresentava programa de rádio



O ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PR) foi preso na manhã desta quarta-feira. Ele estava apresentando o programa que mantém na Rádio Tupi, sediada em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio, quando agentes da Polícia Federal (PF) apareceram para cumprir um mandado de prisão domiciliar.

Garotinho foi conduzido para a sede da PF em Campos dos Goytacazes, no norte do estado, onde fará exames de corpo de delito e será interrogado. Em seguida, o ex-governador deverá ser levado para a casa onde irá cumprir prisão domiciliar, no bairro da Lapa. Ele terá de usar tornozeleira eletrônica.

A Justiça diz que o grupo chefiado por Garotinho não cessou a prática de crimes durante o período em que o ex-governador esteve em liberdade. A decisão é do juiz Ralph Manhães, da 100º Zona Eleitoral de Campos dos Goytacazes.

O ex-governador é investigado na Operação Chequinho, que apura a suspeita de compra de votos em Campos dos Goytacazes durante as eleições do ano passado. O nome da operação é uma referência ao programa Cheque Cidadão, que teria sido usado como moeda de troca para comprar votos em candidatos à Câmara Municipal. O benefício, que prevê o pagamento de 200 reais a famílias carentes, foi suspenso pela Justiça em setembro de 2016.

Garotinho foi preso na Chequinho em 16 de novembro. O ex-governador passou a cumprir prisão domiciliar após receber autorização para realizar uma cirurgia cardíaca. Em novembro, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) revogou a prisão de Garotinho mediante o pagamento de 88 mil reais. Procurado, o PR não se manifestou sobre a prisão do ex-governador. A defesa de Garotinho ainda não foi localizada.
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva Divulgação

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário