Juíz condena patroa a indenizar empregada com base no Facebook

Fotografias publicadas no Facebook foram determinantes em uma sentença proferida pela juíza Leda Borges de Lima, do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) do Mato Grosso. Segundo o colunista Ancelmo Gois, a magistrada considerou que as imagens postadas na rede social comprovavam a condição financeira de uma mulher, processada pela empregada.

A empregadora foi condenada a indenizar em R$ 3 mil, por danos morais, a antiga empregada. A trabalhadora tinha sido demitida sem receber os direitos previstos na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário