Juiz troca nudes e favores sexuais por penas mais brandas

Um juiz norte-americano admitiu que assediava os acusados que passavam pelo seu tribunal. Ele trocava fotos íntimas e pedia favores sexuais para diminuir as penas dos criminosos, segundo o jornal The Guardian.

Embora o caso tenha chocado os oficiais americanos, o magistrado do estado de Arkansas, deve ficar preso por pouco tempo. Até o momento foram feitas 21 acusações de vítimas que o denunciaram por abuso de poder.

Joseph Boeckmann, no entanto, conseguiu um acordo com a promotoria, e se declarou culpado de duas acusações. O combinado foi que ele iria cumprir uma pena, entre 2 anos e meio e 3, por fraude eletrônica e manipulação de testemunhas. O magistrado também deverá pagar multas que variam de US$ 10 mil a US$ 100 mil.




A juíza do caso aceitou o acordo, mas já deixou claro que não é obrigada a acatar a sentença recomendada. Caso fosse condenado por todas as acusações, ele poderia pegar até 260 anos e pagar US$ 2,5 milhões em multas.
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário