EM DESTAQUE

Bactérias resistentes a antibióticos estão associadas a recentes surtos de cólera, diz estudo

crianc3a7as-adoc3a7c3a3o-foto-sos-crianc3a7a
A “Science” publicou nessa quinta-feira (9) dois estudos com descobertas sobre os últimos surtos de cólera no mundo. Eles analisaram o genoma de cepas da Vibrio cholerae e verificaram a origem e a capacidade de resistência a medicamentos. Os achados podem evitar a ocorrência de uma nova pandemia (quando uma doença se espalha por todas as regiões do globo) — já que a condição volta com força em regiões vulneráveis. No Iêmen, surto grave da doença ceifou a vida de milhares esse ano.

Uma das descobertas que chamam a atenção é o fato de que todas as últimas cepas da bactéria Vibrio cholerae introduzidas na África desde 1980 são resistentes a antibióticos. “Antibióticos foram usados por décadas para tratar a cólera, juntamente com terapias de reidratação”, explica o estudo. “Eles limitam a reprodução da bactéria e, com isso, diminuem a duração da diarreia”, diz. O estudo mostra que entre 106 e 109 cópias de bactérias contribuem com a perda de 1 litro de líquido por hora.
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva Divulgação

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário