WEB - MIX SV

EM DESTAQUE - CDS QUE NÃO PODE FALTAR EM SEU PEN DRIVE

Julgamento de Lula é transferido

Resultado de imagem para imagens Julgamento de Lula é transferido
O julgamento em segunda instância do chamado processo do tríplex, marcado para o dia 24 de janeiro, foi transferido de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, para Timbaúba dos Batistas, no Rio Grande do Norte.A mudança de local foi anunciada hoje pela manhã pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, com o objetivo de dar maior conforto e segurança aos milhões de manifestantes que vão às ruas, contra ou a favor do ex-presidente.

O julgamento pode determinar a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições de 2018. A Prefeitura de Timbaúba dos Batistas já está tomando providências para garantir segurança e conforto aos manifestantes, inclusive preparando a área verde e arborizada na entrada da cidade com infra-estrutura de água encanada e instalação de banheiros químicos. Há a possibilidade, inclusive, de realização de uma Corrida do Jegue fora de época para proporcionar diversão e lazer aos manifestantes, antes da decisão judicial prevista para o dia 24 de janeiro.

A Associação das Bordadeiras deve organizar uma exposição e a Prefeitura prepara uma Feira -Mix para os dias que antecedem o julgamento com programação eclética, incluindo show da cantora Pablo Vittar.

CONDENAÇÃO – Em julho, Lula foi condenado a 9 anos e meio de prisão em primeira instância pelo juiz Sergio Moro, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O caso foi incluído na pauta da 8ª Turma do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), sediado em Porto Alegre, pelo desembargador Leandro Paulsen, que preside o colegiado. Formada por três desembargadores, a turma é responsável por analisar em segunda instância os processos da Operação Lava Jato julgados por Moro. Segundo a Lei da Ficha Limpa, uma condenação criminal por um órgão colegiado, como é o caso da turma do TRF-4, torna um candidato inelegível. A lei foi sancionada pelo próprio ex-presidente Lula em 2010.

Caso o tribunal decida adotar o entendimento do STF que permite a execução da pena a partir da segunda instância, o ex-presidente pode até mesmo ser preso depois de esgotados os recursos na corte de Porto Alegre. Segundo a sentença de Moro, o ex-presidente recebeu um total de R$ 2,2 milhões em propina da construtora OAS na forma de um tríplex no Guarujá (SP) e das reformas feitas no imóvel em decorrência do cargo de presidente da República.

A defesa do ex-presidente afirma que foram ignoradas “evidências esmagadoras de inocência” e que não há provas dos crimes citados na sentença.

Em tempo: O blogue o Bar de Ferreirinha é cômico e editado pelos jornalistas Carlos Roberto Fontes e Clóvis Pereira. São postagens cômicas e divertidas.
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário