WEB - MIX SV

EM DESTAQUE - CDS QUE NÃO PODE FALTAR EM SEU PEN DRIVE

Mulher denuncia abuso sexual dentro de hospital em SP

Polícia de Santos investiga o caso, que foi foi registrado como violação sexual.

UOL - A polícia de Santos, no litoral de São Paulo, investiga uma denúncia de abuso sexual dentro da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) central da cidade, na tarde desta quinta-feira (7). A vítima da violência é uma mulher de 43 anos, que relatou o crime. O suspeito trabalha como técnico de gesso da unidade.

Segundo a Fundação do ABC (FUABC), entidade responsável pela gestão do hospital, o funcionário está afastado de suas funções até o resultado da sindicância aberta para apurar a denúncia. Ao UOL, a polícia informou que a vítima sofreu o abuso quando entrou em uma sala com o suspeito para colocar um colar cervical, prescrito pelo médico que a consultou em razão de fortes dores no pescoço. Segundo o boletim de ocorrência, durante o atendimento, o suspeito teria abaixado a blusa e apalpado os seios da mulher.
 
Ao sair correndo e gritando para pedir ajuda, a vítima percebeu que o homem a havia trancado no local. Ela só conseguiu sair da sala depois de prometer ao suspeito que não o denunciaria. Depois de abrir a porta e deixá-la sair, o suspeito fugiu pelo estacionamento da UPA. Ele ainda não foi encontrado pela polícia. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados. A vítima foi imediatamente ao 1º Distrito Policial de Santos, onde o caso foi registrado como violação sexual mediante fraude e será investigado pela Delegacia da Mulher.

A Secretaria de Saúde de Santos informou ao UOL que acionou a Fundação do ABC, entidade responsável pela gestão da UPA Central, para a apuração rigorosa dos fatos denunciados. "Gestores da Secretaria e da Fundação acompanham o caso de perto e estiveram presentes na noite de quinta (7) no 1º Distrito Policial para ofertar toda a assistência necessária à paciente e em apoio à investigação policial", diz o comunicado. Já a Fundação do ABC, confirmou a abertura da sindicância para apurar as denúncias. "O funcionário foi admitido em 1º de março deste ano e, até ontem (7), não havia registro de queixas envolvendo o colaborador", diz o comunicado.

A nota também informou que a comissão de sindicância convocará hoje o funcionário para se apresentar à FUABC em até 3 (três) dias úteis para prestar esclarecimentos sobre o ocorrido. "Hoje ele não compareceu à unidade pois não está de plantão e permanecerá afastado de suas funções até o resultado do trabalho de sindicância", ressaltou o boletim. A Fundação também esclareceu que a UPA Central de Santos possui sistema de monitoramento por câmeras, mas os funcionários da unidade não têm acesso às imagens. As gravações são feitas pela Secretaria de Segurança de Santos.

Já a Secretaria de Saúde de Santos confirmou, em nota, divulgada no fim da manhã desta sexta-feira (8), que a UPA Central conta com 24 câmeras de monitoramento nas áreas interna e externa, exceto nas salas de atendimento para a privacidade dos pacientes. Também há uma câmera próxima na via pública na esquina das ruas Joaquim Távora e São Paulo. "Os aparelhos integram o sistema informatizado da Prefeitura (SIM) e as imagens do momento da ocorrência estão sendo recuperadas e gravadas para envio ao setor de investigação da Polícia Civil", diz o comunicado.
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário