WEB - MIX SV

EM DESTAQUE - CDS QUE NÃO PODE FALTAR EM SEU PEN DRIVE

A seca é responsável pela pobreza?


A seca no Nordeste está entre as questões mais discutidas tanto pelo poder público quanto pela sociedade civil desde os tempos do Império. Colocada muitas vezes como um fenômeno de causas naturais, a seca não é encarada com a devida atenção. A falta de água, aliada ao descaso histórico do Estado em articular políticas públicas eficientes para a região, reflete em uma das paisagens mais famigeradas do país. 
 
O mito de que a seca é responsável pela fome e a miséria da região Nordeste foi o norte da discussão. De acordo com a professora, o cenário da seca é aquilo que aparece e, portanto, acabando sendo o elemento que é mais divulgado. A condição de flagelo, no entanto, não está necessariamente apenas relacionada à seca. O que determina, então, de acordo com Liana, a pobreza no Nordeste, além dos fatores naturais, são fatores históricos e estrutur

Mesmo com valor muito baixo do critério de renda adotado, delimitou-se o universo de 16.267.197 brasileiros com perfil de extrema pobreza. A ampla maioria deste contingente, 9.609.803 pessoas, residia no Nordeste, respondendo por 59,1% do total, 2.725.532 no Sudeste, 16,8%, 2.658.452 no Norte, 16,3%, 715.961 na região Sul, 4,4%, e 557.449 na região Centro-Oeste, 3,4%.(Ver gráfico).

As pessoas que se encontravam na pobreza extrema, de acordo com os critérios utilizados, respondiam por 8,6% da população brasileira de 2010. Três estados tinham mais de 20% da população no perfil da extrema pobreza, Maranhão com 25,7%, ou seja, cerca de uma em cada quatro pessoas, Piauí, com 21,4%, e Alagoas com 20,3%, uma em cada cinco pessoas. A média dos estados nordestinos, 18,1%, foi a mais elevada entre as regiões.
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário