WEB - MIX SV

EM DESTAQUE

Apreensões de mercadorias, drogas e cigarros bateram recorde em 2017

O secretário da Receita Federal, auditor-fiscal Jorge Rachid, apresentou nesta sexta-feira (26) os resultados da Instituição na área aduaneira em 2017. No período, foram apreendidos R$ 2,3 bilhões em mercadorias nas ações de combate ao contrabando, ao descaminho e à pirataria, resultado 9,46% maior que o alcançado em 2016, quando as apreensões somaram R$ 2,1 bilhões.

As apreensões de cigarros cresceram 11,16%. As de drogas, 122,4%. Só de maconha, foram mais de 28 toneladas, contra apenas 5 toneladas em 2016.

No índice do ano passado, a cocaína, com 17,1 toneladas apreendidas, figura na segunda colocação do ranking, seguida pelo crack (466 toneladas) e pelas drogas sintéticas (114,2 toneladas). Durante o anuncio dos dados, o secretário da Receita Federal, auditor-fiscal Jorge Rachid, afirmou que os resultados “foram produzidos a partir de muita competência e esforço dos profissionais da Receita Federal, que alcançou bons resultados mesmo sem aumento do quadro de pessoal”.

Ao longo de 2017 também foram capturados R$ 2,301 bilhões em mercadorias nas ações realizadas pelo combate de contrabando e à pirataria no ano passado. O resultado é 9,46% superior ao de 2016, quando as apreensões somaram R$ 2,1 bilhões. Já entre os cigarros, foram recolhidos 221.955.401 maços durante os 12 meses do ano passado. O valor é 11,16% maior aos 199.668.027 itens apreendidos no ano anterior.
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário