WEB - MIX SV

EM DESTAQUE

A FORÇA DO SERTANEJO: Após anos de seca, xique-xique é a saída para alimentar o gado no Seridó

Em pleno sol escaldante, o sertanejo junta o xique-xique para alimentar o gado. (Foto: Paulo Júnior).

Jean Souza - Resistente à seca, o sodoro – como também é conhecido por “essas bandas”, vem sendo a única opção encontrada pelos criadores de gado para alimentar seu rebanho, já enfraquecido pela longa estiagem. Mesmo em meio a vegetação cinzenta, o xique-xique continua verde e pronto para ser usado como alimento para o gado. Contudo, o manuseio leva tempo e um trabalho pesado por parte dos guerreiros criadores de boi do Sertão.

Na zona rural de Currais Novos, mais precisamente no Povoado da Cruz, um curraisnovense flagrou – em meio a caatinga, um agricultor em plena atividade no manuseio do xique-xique. Um cenário desolador. Mas, com a falta do pasto, os proprietários de animais não pensam duas vezes. Vale qualquer coisa para salvar o que resta do rebanho.
Na zona rural de Parelhas, criadores também recorrem ao xique-xique como fonte de alimento para o gado. (Foto: Carlinhos Assis).

No município de Parelhas, criadores também sofrem com a estiagem. O parelhense Carlinhos Assis postou nas redes sociais uma foto mostrando a atual situação dos criadores de gado daquele município. Por lá, os pecuaristas também estão se virando como podem, usando, inclusive, o xique-xique para alimentar o gado.

Manuseio

O xique-xique é cortado, queimado para retirada dos espinhos, e em seguida moído numa forrageira até virar um tipo de pasta. Alguns criadores ainda têm condições de misturar com farelo, outros dependem exclusivamente da planta espinhosa para alimentar o gado.
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário