WEB - MIX SV

EM DESTAQUE

Guerra entre facções provoca mortes e assusta população no Ceará

Bandidos atacam carro, matam motorista e filmam tudo no Ceará.

A população de Fortaleza sofre com o medo de mais ataques e do acirramento na guerra entre facções criminosas, desde que 14 pessoas foram assassinadas no clube Forró do Gago, no último sábado. Um dos reflexos dessa violência é o fechamento da Escola Municipal Dois de Dezembro, na Barra do Ceará, que segue com as aulas interrompidas há dois dias. Mensagens de ameaças a professores foram colocadas nas salas de aula. Não há previsão de retorno das aulas.
 
Já na tarde desta quarta-feira (31), um homem foi executado a tiros na CE-040, próximo ao 4º Anel Viário, na Região Metropolitana de Fortaleza. Conforme uma fonte da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social, o grupo tinha o objetivo de executar a vítima devido a uma dívida. Seis suspeitos da chacina seguem presos e um morreu em confronto com a polícia. As armas encontradas com os suspeitos foram levadas para perícia. "Os indivíduos se autodenominaram integrantes de uma facção em que existe a suspeita de participação na chacina".

Massacre em presídio - Também foi um confronto entre integrantes dos grupos criminosos que causou a morte de 10 pessoas na Cadeia Pública de Itapajé, no Norte do Ceará, na manhã de segunda-feira (22). De acordo com a Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus), seis internos já foram indiciados por homicídio qualificado: Alex Pinto Oliveira Rodrigues, Antônio Jonatan de Sousa Rodrigues, Artur Vaz Ferreira, Francisco das Chagas de Sousa, Francisco Idson Lima de Sales, e William Alves do Nascimento.
Cadeias enfrentam lotação (Foto: Sinpol/Divulgação)
Cadeias enfrentam lotação

 Déficit de Vagas - Com cinco celas e capacidade para abrigar 25 internos, a Cadeia de Itapajé estava com mais que o triplo da capacidade: 83 presos. Situação semelhante à maioria das unidades prisionais do Estado. Relatório da Secretaria da Justiça aponta que o Ceará tem 13.282 vagas no sistema, mas a quantidade de detentos é de 28.018. Ou seja, são, pelo menos 14.756 além da capacidade. E é dos presídios que parte a maioria das ordens para ações criminosas das quadrilhas organizadas. Em janeiro, foram duas ações: a invasão e furto de armas de um fórum de uma cidade do interior o estado e o furto de munição de uma unidade do Exército localizada na Região Metropolitana de Fortaleza.

Combate ao Crime Organizado - Os policiais federais que farão parte do grupo especializado de combate ao crime organizado no âmbito da Polícia Federal (PF), começam a chegar ao Ceará na próxima semana.
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário