WEB - MIX SV

EM DESTAQUE - CDS QUE NÃO PODE FALTAR EM SEU PEN DRIVE

Agripino acata pleito de potiguar e pede elaboração de estudo sobre acessibilidade dos deficientes visuais no Brasil


Após conversar com o cantor e pastor potiguar Wilton Medeiros, que nasceu com problemas congênitos nos dois olhos, o senador José Agripino (RN) disse nesta terça-feira (10) que solicitará a sua assessoria legislativa a elaboração de um estudo com dados estatísticos sobre as principais reivindicações dos deficientes visuais no Brasil. De acordo com o parlamentar, também deverão ser ouvidos setores da sociedade que defendem a causa de forma que, juntos, produzir um documento único com propostas concretas a serem apresentadas ao Legislativo. O objetivo é melhorar a qualidade de vida e gerar oportunidades para essas pessoas. “Facilitar o cotidiano de um indivíduo cego ainda é um grande desafio para o Brasil. É preciso juntar as forças e ser uma voz ativa no Legislativo para promover mudanças. Por isso, solicitarei um estudo a minha assessoria para que, ouvindo as organizações que representam os deficientes visuais, possamos lutar por demandas imprescindíveis para o dia a dia de cada um deles”, frisou José Agripino.

Último levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou que o Brasil possui cerca de 500 mil cegos e 5,5 milhões de deficientes visuais. Para se ter uma ideia, projetos de acessibilidade no país não contemplam essas milhares de pessoas que possuem graves problemas de visão.  “É importante ter uma voz no Congresso Nacional para representar nossas demandas. Eu acompanho o mandato do senador Zé Agripino e vejo como ele dedicou os projetos à juventude. Peço que agora, ou em um próximo mandato, ele dê atenção especial aos problemas dos deficientes visuais”, ressaltou o pastor Medeiros.
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário