WEB - MIX SV

EM DESTAQUE - CDS QUE NÃO PODE FALTAR EM SEU PEN DRIVE

Bispo roubou, foi preso, solto e é recebido em clima de festa

O bispo dom José Ronaldo Ribeiro deixou o Presídio de Formosa na noite dessa terça-feira (17/4). Fiéis e familiares se aglomeraram na saída do local para comemorar a liberação do religioso, preso desde 19 de março, durante Operação Caifás, deflagrada pelo Ministério Público de Goiás (MPGO). Ele e mais 10 pessoas são investigadas por participar de um esquema criminoso que desviou mais de R$ 2 milhões do cofre da Igreja Católica. A Justiça goiana concedeu o habeas corpus do bispo, dos outros sacerdotes presos e dos dois empresários, apontados pela investigação como laranjas do esquema. 
  
Foram liberados o vigário-geral Epitácio Cardozo Pereira, o pároco da Catedral Nossa Senhora da Imaculada Conceição, de Formosa, Moacyr Santana, o pároco da Paróquia São José Operário, em Formosa, Mário Vieira de Brito, o pároco da Paróquia Sagrada Família, em Posse (GO), Waldson José de Melo, e dois empresários, Pedro Henrique Costa Augusto e Antônio Rubens Ferreira.

Os sacerdotes tem, por obrigação, “proibição de se ausentarem do país ou  da comarca sem autorização judicial; comparecimento mensal ao juízo de origem para informar e justificar suas atividades; obrigação de comparecer a todos os atos judiciais para os quais forem intimados no processo principal; obrigação de informarem ao juízo de origem qualquer mudança e atualização de endereço; e recolhimento domiciliar a partir de 22h”. Antes de ser solto, o bispo teve três pedidos de habeas corpus negado. A defesa do religioso solicitou a liberação no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Supremo Tribunal Federal (STF), que entenderam que o sacerdote poderia causar riscos as investigações. No entanto, a liberdade foi concedida pelo Tribunal de Justiça do Estago de Goiás (TJGO).

Apenas o juiz eclesiástico Tiago Wenseslau continua no Presídio de Formosa. De acordo com o advogado dele, Thiago de Pádua, o pedido de liberação dele ainda não foi julgado por questões burocráticas. "A expectativa é de que ele seja liberado ainda nessa quarta. Mas não podemos afirmar nada ainda", frisa.   
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário