WEB - MIX SV

EM DESTAQUE

No RN, 80% dos domésticos estão na informalidade

doméstica
Prestes a completar três anos da implementação da  Lei Complementar 150/2015 (que regulamenta o trabalho doméstico), a realidade dos profissionais da área  no Rio Grande do Norte pouco mudou. Impulsionado pela crise econômica e reforma trabalhista, 80% dos trabalhadores domésticos não possuem carteira assinada no estado. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no 2º trimestre de 2018, dos 80 mil domésticos, apenas 16 mil possuem carteira assinada e 64 mil trabalham sem.

Em seis anos, desde 2012, a quantidade de trabalhadores domésticos diminuiu 20%, saindo de 101 mil para 80 mil no segundo trimestre de 2018. As carteiras assinadas caíram de 21 mil em 2012 para 16 mil no último semestre deste ano, uma redução de 23%.  Segundo o analista do IBGE, Ivanilton Passos, as reduções em todos os segmentos foram impulsionados pelas mudanças nas leis trabalhistas e crise econômica que passa o Brasil.
Compartilhe com Google Plus

About Canindé Silva

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários :

Postar um comentário